InícioBrasil123 Milhas entra com pedido de recuperação judicial, mas será que é...

123 Milhas entra com pedido de recuperação judicial, mas será que é tarde demais?

Publicado em

- Advertisement -

Medida foi anunciada nesta terça-feira (29/8). Empresa alega fatores internos e externos que elevaram os passivos de forma “considerável”

A 123 Milhas, uma das maiores agências de viagens online do Brasil, entrou com pedido de recuperação judicial nesta terça-feira (29). O valor da causa foi estabelecido em R$ 2,3 bilhões.

A empresa alega que o pedido é necessário devido a fatores “internos e externos” que “impuseram um aumento considerável” dos passivos da companhia nos últimos anos. No entanto, será que isso é suficiente para evitar a falência?

A 123 Milhas tem enfrentado uma série de desafios nos últimos anos. Em 2020, a pandemia de Covid-19 causou uma queda na demanda por viagens, o que levou a empresa a demitir funcionários e reduzir seus custos.

Em 2021, a 123 Milhas tentou se recuperar, mas enfrentou novos desafios, como a alta da inflação e a guerra na Ucrânia. A empresa também foi alvo de críticas por práticas comerciais abusivas, como a cobrança de taxas extras para remarcação de passagens.

A recuperação judicial é um processo legal que permite a uma empresa reestruturar suas dívidas e evitar a falência. No entanto, é um processo longo e complexo que nem sempre é bem-sucedido.

No caso da 123 Milhas, será preciso que a empresa apresente um plano de recuperação viável para que o processo seja aprovado pelo juiz. Além disso, a empresa terá que convencer seus credores a aceitarem a renegociação das dívidas.

Se a 123 Milhas não conseguir superar esses desafios, poderá ser obrigada a fechar as portas. Isso seria um golpe para o setor de turismo, que já vem enfrentando dificuldades nos últimos anos.

Análise crítica

O pedido de recuperação judicial da 123 Milhas é um sinal de que a empresa está em situação delicada. A empresa enfrenta uma série de desafios, como a alta da inflação, a guerra na Ucrânia e as críticas por práticas comerciais abusivas.

Será preciso que a empresa apresente um plano de recuperação viável para que o processo seja aprovado pelo juiz. Além disso, a empresa terá que convencer seus credores a aceitarem a renegociação das dívidas.

Se a 123 Milhas não conseguir superar esses desafios, poderá ser obrigada a fechar as portas. Isso seria um golpe para o setor de turismo, que já vem enfrentando dificuldades nos últimos anos.

Apelo à ação

O leitor deve acompanhar o caso da 123 Milhas de perto. Se a empresa não conseguir se recuperar, isso pode afetar o setor de turismo como um todo.

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.