InícioBrasilDrex: O 'Real Digital' do Banco Central

Drex: O ‘Real Digital’ do Banco Central

Publicado em

- Advertisement -

O ‘primo do Pix’: a moeda digital emitida pelo Banco Central central promete se tornar um meio para transações virtuais com mais segurança e eficiência

O Banco Central do Brasil anunciou na segunda-feira (7) o nome oficial do real no formato digital: Drex. O Drex é uma moeda digital emitida pelo BC e será regulamentado pela Lei Geral de Proteção de Dados.

O Drex não é uma criptomoeda, mas uma representação do real na plataforma digital. Ele poderá ser usado para pagamentos, compra e venda de bens e serviços, empréstimos, investimentos e outras transações financeiras.

O Drex será mais seguro e eficiente que o dinheiro em espécie e as transações bancárias tradicionais. Ele também será mais acessível, permitindo que pessoas que não têm conta bancária possam fazer transações financeiras.

O Drex ainda está em fase de desenvolvimento, mas o BC espera lançá-lo em 2025.

Drex em detalhes

O Drex é uma CBDC (Central Bank Digital Currency), ou seja, uma moeda digital emitida por um banco central. Ele é uma nova forma de representação do real e poderá ser convertida em outras formas de pagamento disponíveis hoje, pois terá o mesmo valor do dinheiro tradicional.

A versão brasileira do Drex será voltada para atividades de varejo, ou seja, para uso por indivíduos e empresas. Ele será emitido pelo BC e será regulamentado pela Lei Geral de Proteção de Dados.

O Drex será mais seguro e eficiente que o dinheiro em espécie e as transações bancárias tradicionais. Ele também será mais acessível, permitindo que pessoas que não têm conta bancária possam fazer transações financeiras.

O Drex ainda está em fase de desenvolvimento, mas o BC espera lançá-lo em 2025.

Os benefícios do Drex

O Drex traz uma série de benefícios para a economia brasileira, incluindo:

  • Maior segurança: o Drex será mais seguro que o dinheiro em espécie e as transações bancárias tradicionais, pois será baseado em tecnologia blockchain.
  • Maior eficiência: o Drex será mais eficiente que o dinheiro em espécie e as transações bancárias tradicionais, pois será digital e poderá ser usado 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Maior acessibilidade: o Drex será mais acessível que o dinheiro em espécie e as transações bancárias tradicionais, pois poderá ser usado por pessoas que não têm conta bancária.
  • Maior inclusão financeira: o Drex contribuirá para a inclusão financeira, pois permitirá que pessoas que não têm acesso ao sistema financeiro tradicional possam fazer transações financeiras.

O Drex é uma nova ferramenta que tem o potencial de revolucionar a forma como fazemos transações financeiras. Ele é mais seguro, eficiente, acessível e inclusivo que o dinheiro em espécie e as transações bancárias tradicionais. O BC espera lançá-lo em 2025 e espera que ele traga benefícios para toda a economia brasileira.

Últimas notícias

Ciro Gomes compara Lula e Bolsonaro: “Não mudou nada”

Ex-presidenciável Ciro Gomes ressaltou que desistiu da vida pública e que não será mais candidato a cargos eletivos.

Trump deve enfrentar Biden na eleição

Após vencer as primárias de Missouri, Michigan e Idaho, Donald Trump aparece como principal nome do Republicanos para as eleições dos EUA

Caçada aos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró se intensifica

Mossoró: fugitivos invadem galpão, agridem homem e polícia monta cerco. Nas redondezas também há uma pista de pouso em bom estado de conservação, além de ruínas de uma antiga fazenda.

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

relacionados

Ciro Gomes compara Lula e Bolsonaro: “Não mudou nada”

Ex-presidenciável Ciro Gomes ressaltou que desistiu da vida pública e que não será mais candidato a cargos eletivos.

Trump deve enfrentar Biden na eleição

Após vencer as primárias de Missouri, Michigan e Idaho, Donald Trump aparece como principal nome do Republicanos para as eleições dos EUA

Caçada aos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró se intensifica

Mossoró: fugitivos invadem galpão, agridem homem e polícia monta cerco. Nas redondezas também há uma pista de pouso em bom estado de conservação, além de ruínas de uma antiga fazenda.