InícioParaíbaBruno Cunha Lima exonera prestadores na 'calada da noite'

Bruno Cunha Lima exonera prestadores na ‘calada da noite’

Publicado em

- Advertisement -

Bruno Cunha Lima corta salários, exonera servidores e extingue cargos na maior crise financeira da cidade.

A Prefeitura de Campina Grande, por meio do prefeito Bruno Cunha Lima, publicou uma série de medidas para enfrentar a crise financeira no município. Estas medidas incluem a exoneração retroativa de prestadores de serviços a partir de 1º de setembro. Aqueles que continuaram a trabalhar após essa data terão seus serviços pagos de forma indenizatória, mediante abertura de processo.

No entanto, a maneira como essas medidas foram anunciadas e o teor gerou controvérsia. Elas foram publicadas no Semanário Oficial do Município durante a madrugada de um sábado, o que gerou críticas sobre a falta de transparência e consideração com os trabalhadores afetados.

Essa forma de comunicação foi vista como insensível e cruel, especialmente considerando a situação de milhares de pais e mães de família que perderam seus empregos. Muitos argumentam que medidas tão severas deveriam ter sido anunciadas de forma mais adequada, com uma comunicação direta à população e uma explicação mais abrangente sobre os motivos que levaram a essas decisões

A exoneração atingiu todos os ocupantes de cargos em comissão e funções gratificadas, integrantes da estrutura organizacional da Administração Direta e Indireta. Segundo o prefeito, as medidas visam garantir os investimentos na cidade e a conclusão e continuidade de obras. Sendo assim fica claro que para o gestor é mais importante que as obras para as quais houve polêmico pedido de empréstimo bilionário é mais importante que a comida na mesa dos prestadores de serviço do município.

Bruno ainda começou o  processo de recomposição da equipe de primeiro escalão de sua gestão em Campina Grande. A novidade fica por conta da nomeação do ex-superintendente de Trânsito e Transportes de Campina Grande (STTP) para a Secretária de Saúde. Carlos Dunga substitui no cargo o médico Gilney Porto. Na Secretaria Adjunta, volta ao cargo Emmanuel do Nascimento Sousa.

A edição especial do Semanário traz também as nomeações para os mesmos cargos os secretários Diogo Flávio Lyra Batista (Administração) e seu adjunto Rubens Nascimento; Asfora Neto e a adjunta Maria do Socorro Siqueira (Educação); Joab Machado (Obras); Félix Neto (Planejamento) e Geraldo Nobre (Serviços Urbanos e Meio Ambiente) e Pâmela Vital (Assistência Social).

O presidente Antônio Hermano (Ipsem) e Aécio Melo (Procuradoria Geral do Município) foram também nomeados pelo prefeito Bruno. Kátia Mesquita foi reconduzida para o cargo de secretária executiva do Prefeito.

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.