InícioBrasilCentrão ameaça atrasar apreciação do Novo PAC

Centrão ameaça atrasar apreciação do Novo PAC

Publicado em

- Advertisement -

Com marco fiscal parado e indefinição por cargos em ministérios, deputados podem atrasar apreciação da MP do novo programa

Líderes do Centrão estão irritados com a demora de Lula para definir quais ministérios serão cedidos ao PP e ao Republicanos. Eles ameaçam atrasar a apreciação da MP que criará o Novo PAC, que poderá impulsionar até 14 mil obras paradas em todo o Brasil.

O Novo PAC será lançado em 11 de agosto, em cerimônia no Rio de Janeiro. A expectativa era que o marco fiscal já estivesse liquidado na Câmara até essa data, mas o Centrão condiciona a votação das alterações feitas no Senado à minirreforma na Esplanada dos Ministérios. Os deputados André Fufuca (PP-MA) e Silvio Costa Filho (Republicanos-PE) aguardam a definição de Lula para saber em qual sala vão colocar as suas coisas.

Enquanto isso, Lula mantém sua posição de definir as pastas somente após a votação do marco fiscal. O problema é que a Casa Civil estuda redirecionar os recursos de emendas parlamentares para bancar o Novo PAC, o que traria insatisfação ainda maior de Arthur Lira (PP-AL) e seus colegas.

Para aumentar a pressão sobre o presidente, o Centrão cogita atrasar a instalação da comissão que analisará o texto do programa. MPs têm vigência de até 120 dias, tempo suficiente para que mais coisas sejam exigidas pelos partidos.

O impasse entre o governo e o Centrão pode ter consequências negativas para o Novo PAC. Se a MP não for apreciada em tempo hábil, obras que poderiam ser impulsionadas pelo programa ficarão em atraso. Além disso, a falta de definição sobre os ministérios pode gerar instabilidade no governo e dificultar a implementação do programa.

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.