InícioBrasilBolsonaro e Michelle teriam omitido o recebimento pedras preciosas em Teófilo Otoni

Bolsonaro e Michelle teriam omitido o recebimento pedras preciosas em Teófilo Otoni

Publicado em

- Advertisement -

A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) levantou provas de que Jair Bolsonaro (PL) e Michelle Bolsonaro (PL) receberam, respectivamente, um envelope e uma caixa com pedras preciosas em outubro de 2022.

Um e-mail da Presidência da República documenta que o ex-presidente Jair Bolsonaro e a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro receberam um pacote contendo pedras preciosas enquanto estavam em Teófilo Otoni, Minas Gerais, em outubro de 2022.

O e-mail, enviado pelo segundo-tenente da Força Aérea Cleiton Henrique Holzschuk, que era o coordenador administrativo da Ajudância de Ordens da Presidência da República na época, afirma: “Em 27/10/2022, foi guardado no cofre grande, 01 (um) envelope contendo pedras preciosas para o PR (presidente da República) e 01 (uma) caixa de pedras preciosas para a PD (primeira-dama), recebidas em Teófilo Otoni em 26/10/2022. A pedido do TC Cid, as pedras não devem ser cadastradas e devem ser entregues em mão para ele. Demais dúvidas, Sgt Furriel está ciente do assunto.

Bolsonaro visitou Teófilo Otoni em 26 de outubro de 2022, durante o segundo turno da campanha eleitoral contra o agora presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O procedimento padrão para presentes recebidos por qualquer presidente da República inclui um processo de cadastro. Os bens ficam sob a responsabilidade da Diretoria de Documentação Histórica, uma parte do gabinete da Presidência. Esse órgão avalia quais itens devem ser incluídos no acervo pessoal do presidente e quais devem ser incorporados ao patrimônio da União – apenas os itens do segundo grupo são avaliados quanto ao seu valor. A lista não informa o valor dos itens.

Durante seu mandato, Bolsonaro recebeu mais de 19 mil presentes. A lista oficial desses presentes revela que, em Teófilo Otoni, ele recebeu uma placa do Sindicato Rural da cidade, um quadro e o livro “Cinco minutos com Jesus”, oferecidos por apoiadores, bem como um item da Indústria e Comércio Mate Cola LTDA.

Em 2021, o governo Bolsonaro tentou introduzir ilegalmente no Brasil um conjunto de joias composto por colar, anel, relógio e um par de brincos de diamantes da marca Chopard, de valor milionário. Inicialmente, esses itens foram apresentados como um suposto presente do governo da Arábia Saudita para Bolsonaro e Michelle Bolsonaro.

O tenente da Marinha Marcos André Soeiro, que anteriormente assessorava Bento Albuquerque, almirante de esquadra da Marinha e então ministro de Minas e Energia, tentou trazer essas joias para o país, mas elas foram apreendidas no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

A assessoria de Bolsonaro ainda não se pronunciou sobre o caso das pedras preciosas.

Últimas notícias

Ciro Gomes compara Lula e Bolsonaro: “Não mudou nada”

Ex-presidenciável Ciro Gomes ressaltou que desistiu da vida pública e que não será mais candidato a cargos eletivos.

Trump deve enfrentar Biden na eleição

Após vencer as primárias de Missouri, Michigan e Idaho, Donald Trump aparece como principal nome do Republicanos para as eleições dos EUA

Caçada aos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró se intensifica

Mossoró: fugitivos invadem galpão, agridem homem e polícia monta cerco. Nas redondezas também há uma pista de pouso em bom estado de conservação, além de ruínas de uma antiga fazenda.

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

relacionados

Ciro Gomes compara Lula e Bolsonaro: “Não mudou nada”

Ex-presidenciável Ciro Gomes ressaltou que desistiu da vida pública e que não será mais candidato a cargos eletivos.

Trump deve enfrentar Biden na eleição

Após vencer as primárias de Missouri, Michigan e Idaho, Donald Trump aparece como principal nome do Republicanos para as eleições dos EUA

Caçada aos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró se intensifica

Mossoró: fugitivos invadem galpão, agridem homem e polícia monta cerco. Nas redondezas também há uma pista de pouso em bom estado de conservação, além de ruínas de uma antiga fazenda.