InícioBrasilFim de semana sem iFood

Fim de semana sem iFood

Publicado em

- Advertisement -

Greve nacional a partir desta sexta-feira comprometerá o serviço de entregas em todo o país, especialmente de refeições

Os motoboys estão planejando uma paralisação nacional nos serviços de entrega, incluindo no Distrito Federal, a partir de sexta-feira, 29 de setembro. Inicialmente, a paralisação está programada para durar até domingo, 1º de outubro. A Associação dos Motofretistas Autônomos do DF (Amae-DF) afirma que a categoria está reivindicando um pagamento de R$ 35 por hora de trabalho registrado nos aplicativos de entrega.

De acordo com a associação, o modelo atual é injusto, pois os entregadores são remunerados apenas pelas entregas efetuadas, enquanto permanecem à disposição do aplicativo durante todo o período em que estão logados no serviço de entrega. Eles buscam receber de forma semelhante aos garçons, ou seja, uma remuneração fixa por hora trabalhada, independentemente de estarem fazendo entregas ou não.

As empresas, por sua vez, propuseram um pagamento de R$ 17 por hora trabalhada, o que, segundo os motoboys, é considerado inaceitável. Além da paralisação, eles planejam realizar manifestações em todo o Distrito Federal, interrompendo os pedidos de shoppings e restaurantes.

A Amae enviou um comunicado ao Sindicato Patronal de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sindhobar-DF) sobre a paralisação. A intenção da categoria é realizar uma manifestação pacífica durante o período de paralisação, enfatizando a importância da paz nas ações. Aqueles que não puderem participar são encorajados a passar tempo com a família ou aproveitar os três dias como um período de lazer.

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.