InícioParaíbaGovernador defende cumprimento da lei para os "Espigões na Orla”

Governador defende cumprimento da lei para os “Espigões na Orla”

Publicado em

- Advertisement -

Quando questionado, o Governador da Paraíba defendeu a aplicação da lei para todos: “legislação seja cumprida”

Na abertura do 37º Salão de Artesanato, o governador João Azevêdo (PSB) destacou a importância do cumprimento da “Lei do Gabarito” na construção de prédios na orla marítima de João Pessoa. Essa legislação foi infringida por construtoras nas praias de Cabo Branco e Manaíra, conforme alegações do Ministério Público da Paraíba.

O governador enfatizou que a legislação deve ser respeitada por todos e defendeu o cumprimento das regras, apesar de não ter detalhes específicos sobre os prédios em questão. A promotora Cláudia Cabral sugeriu a demolição das áreas excedentes dos quatro prédios de luxo, mas o Sindicato da Indústria da Construção Civil da Capital e o secretário de Planejamento do município, José William, defenderam um acordo compensatório.

O Ministério Público propõe a demolição das áreas excedentes dos prédios, alegando danos ambientais causados pelo desrespeito ao limite de altura previsto pelo Plano Diretor da cidade. O secretário de Planejamento acredita em um acordo para evitar demolições, argumentando que os limites excedidos não são significativos. A Prefeitura de João Pessoa e o Sinduscon-JP aguardam um acordo junto ao Ministério Público para resolver a situação de construções irregulares.

Essa situação levanta questões cruciais sobre a preservação da orla marítima como um patrimônio ambiental e paisagístico. O Sinduscon-JP espera uma nova perícia para confirmar se os limites estipulados pelo Plano Diretor foram excedidos e se há danos ambientais significativos. O impasse destaca a importância de encontrar soluções que equilibrem a preservação ambiental com o desenvolvimento urbano responsável. Acompanharemos o desenrolar dessa situação para entender as consequências e soluções propostas.

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.