InícioParaíba‘Greve’ de Prefeitos na Paraíba protesta por queda do FPM

‘Greve’ de Prefeitos na Paraíba protesta por queda do FPM

Publicado em

- Advertisement -

Segundo a CNM, a queda do FPM é irrisória. Cerca de 200 prefeituras aderiram a manifestação. Por que a ‘greve’ pode ser uma farsa?

Prefeitos paraibanos aderiram nesta quarta-feira (30) a uma chamada ‘greve’ para protestar contra as quedas nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O motivo da manifestação, no entanto, pode estar longe de ser, de fato, a diminuição do FPM, que segundo a Confederação Nacional de Municípios (CNM) é irrisória. No acumulado de 2023, a queda foi de apenas 0,13%.

A verdade é que a grande queixa dos prefeitos está voltada para diminuição das emendas parlamentares. Nos últimos anos, com o então presidente Jair Bolsonaro (PL) refém do Congresso, deputados federais e senadores ganharam força e foram turbinados pelo chamado Orçamento Secreto.

Com milhões liberados, os parlamentares irrigaram suas bases eleitorais, para custear prefeituras. Os parlamentares do Nordeste foram os mais beneficiados. O cenário fez com que políticas públicas e investimentos em órgãos importantes, como o DNIT, perdessem força. Para que uma manutenção numa rodovia como a BR-230 fosse feita, era necessário o deputado ou senador liberar o dinheiro.

A participação dos grandes nomes do estado na ‘greve’, como Cícero Lucena (João Pessoa), Bruno Cunha Lima (Campina Grande), Vitor Hugo (Cabedelo), Luciene Gomes (Bayeux), Nabor Wanderley (Patos) e José Aldemir Meireles (Cajazeiras), também levanta suspeitas. Afinal, esses mesmos políticos muitas vezes criminalizam este direito dos servidores e recorrem à Justiça para suspender paralisações.

A ‘greve’ dos prefeitos é mais um capítulo da disputa entre o Congresso e o Executivo. Os parlamentares, que se viram enfraquecidos com a saída de Bolsonaro, buscam retomar o controle das verbas públicas.

E os prefeitos, que dependem dessas verbas para manter suas bases eleitorais, estão dispostos a apoiar os parlamentares, mesmo que isso signifique agredir o interesse público.

Últimas notícias

Paraíba abre as portas para a Alemanha

Governador João Azevêdo marca o início do I Fórum de Internacionalização Paraíba sem Fronteiras: Paraíba-Alemanha, com investimento de R$ 307 milhões em pesquisa e bolsas.

Vereador Dinho Dowsley se filia ao PSD em busca de representação para João Pessoa

O vereador Dinho Dowsley, atual presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), anunciou nesta quinta-feira (4) sua filiação ao Partido Social Democrático (PSD). A mudança de partido ocorreu após sua saída do Avante, pelo qual foi eleito em 2020.

Governadores do Nordeste Propõem Medidas para Fortalecer Finanças Estaduais

Uma das propostas é a do aumento do FPE e Parcelamento de Dívidas para Enfrentar Desafios Financeiros Estaduais pelas perdas de arrecadação com a desoneração do ICMS.

Tudo pronto para as provas do Concurso Público Nacional Unificado

Provas ocorrem no dia 5 de maio e serão aplicadas simultaneamente em 228 cidades em todas as unidades da federação, com questões objetivas e dissertativas

relacionados

Paraíba abre as portas para a Alemanha

Governador João Azevêdo marca o início do I Fórum de Internacionalização Paraíba sem Fronteiras: Paraíba-Alemanha, com investimento de R$ 307 milhões em pesquisa e bolsas.

Vereador Dinho Dowsley se filia ao PSD em busca de representação para João Pessoa

O vereador Dinho Dowsley, atual presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), anunciou nesta quinta-feira (4) sua filiação ao Partido Social Democrático (PSD). A mudança de partido ocorreu após sua saída do Avante, pelo qual foi eleito em 2020.

Governadores do Nordeste Propõem Medidas para Fortalecer Finanças Estaduais

Uma das propostas é a do aumento do FPE e Parcelamento de Dívidas para Enfrentar Desafios Financeiros Estaduais pelas perdas de arrecadação com a desoneração do ICMS.