InícioParaíbaLei institui o Dia do Orgulho Brejeiro

Lei institui o Dia do Orgulho Brejeiro

Publicado em

- Advertisement -

O Governo da Paraíba instituiu em lei, no calendário oficial de eventos do estado, o Dia do Orgulho Brejeiro, que será celebrado anualmente no dia 26 de novembro. A lei passa a valer a partir desta terça-feira (8), que foi o dia da publicação no Diário Oficial do Estado (DOE).

A lei tem como objetivo estabelecer um marco para a implementação de ações de valorização dos moradores, além de atuar no desenvolvimento da região e municípios vizinhos.

Conforme o documento, poderão ser realizados ciclos, seminários, palestras, vídeos e ações pedagógicas em comemoração à data. A lei, de autoria do deputado Raniery Paulino, também afirma que as Secretarias Estaduais de Educação, Desenvolvimento Humano, Cultura, Turismo e Ciência e Tecnologia poderão coordenar e implementar ações e firmar parcerias para o desenvolvimento da região

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.