InícioParaíbaMais de 900 pessoas foram parar no Hospital de Trauma em Campina...

Mais de 900 pessoas foram parar no Hospital de Trauma em Campina Grande no Carnaval

Publicado em

- Advertisement -

Hospital de Trauma de CG atendeu mais de 900 pessoas no carnaval, tendo como principais causas as quedas, acidentes de motocicleta e agressões físicas

Durante os dias de folia do Carnaval, o Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, mostrou sua importância como referência em emergência e urgência em cirurgia e ortopedia para uma população de 2 milhões de pessoas de 203 municípios da Paraíba. Nos últimos quatro dias, a unidade de saúde atendeu 932 pessoas e realizou 99 cirurgias, segundo balanço divulgado nesta quarta-feira (22).

As principais causas de atendimento no período foram vítimas de queda, com 182 casos, e acidentados de moto, com 104 ocorrências. Além disso, a equipe médica também lidou com emergências relacionadas a agressão física, vítimas de projéteis de arma de fogo e branca, atropelamentos, queimaduras, acidentes de carro e de bicicleta. Os demais atendimentos foram na clínica médica e na pediatria.

Os números indicam um aumento de 4,3% nos atendimentos e de 22% nos procedimentos cirúrgicos em comparação ao Carnaval do ano anterior, quando o hospital atendeu 893 pessoas e realizou 81 cirurgias.

Além de oferecer serviços de qualidade em cirurgia e ortopedia, a unidade de saúde agora conta com os serviços de hemodinâmica, o que reforça ainda mais sua capacidade de atendimento aos pacientes. Com a equipe altamente capacitada e equipamentos modernos, o Hospital de Trauma de Campina Grande segue trabalhando para garantir a saúde e o bem-estar da população da Paraíba.

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.