InícioBrasilMauro Cid recebeu informações da segurança de Lula?

Mauro Cid recebeu informações da segurança de Lula?

Publicado em

- Advertisement -

Ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro, Mauro Cid recebeu e-mails com detalhes sobre a segurança em viagens do presidente Lula, já em 2023

O Palácio do Planalto, já na gestão Lula, enviou detalhes sobre a segurança em viagens do presidente ao tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro preso e alvo da CPMI do 8 de Janeiro.

A questão é entender por qual motivo … Mistérios palacianos que não são difíceis de especular.

As informações foram encontradas na ‘lixeira de milhões’ dos e-mails que foram apagados da caixa principal, mas não do dispositivo, e estão fazendo o valoroso papel esclarecer as entranhas das tramas que antes eram refutadas como sem comprovação. Eis que do lixo estão vindo as comprovações.

Os e-mails funcionais de Cid enviados à comissão mostraram que ele recebeu documentos “urgentíssimos” sobre quatro viagens e três eventos de Lula, dentro e fora do país.

As mensagens da Secretaria de Segurança e Coordenação Presidencial, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), foram enviadas a Cid de 6 a 13 de março deste ano. Naquela época, Cid e Bolsonaro estavam nos Estados Unidos. O ex-presidente deixou o Brasil ainda em dezembro, para não passar a faixa presidencial a Lula.

O ‘faz-tudo‘ de Bolsonaro recebeu, em sua caixa de entrada, os detalhes de segurança dos seguintes eventos oficiais de Lula: Pequim e Xangai, na China; Brasília, em três eventos; Foz do Iguaçu (PR); e Boa Vista (RR), que aconteceram em março e abril.

As mensagens estavam na lixeira do e-mail de Cid, que, a exemplo de outros auxiliares de Bolsonaro, não apagou as mensagens definitivamente e deu brecha para que a Polícia Federal e a CPMI acessassem o material.

As mensagens traziam documentos com tarja de “urgentíssimo” com informações como data e horário da reunião de preparação, do reconhecimento do local e da visita do escalão avançado, além do nome e celular do coordenador da segurança. Nas viagens à China, o documento citava ainda os horários de decolagem dos aviões da Força Aérea Brasileira (FAB).

Os e-mails partiram de três militares do GSI: Márcio Alex da Silva, do Exército; Dione Jefferson Freire, da Marinha; e Rogério Dias Souza, da Marinha. Todos já trabalhavam no GSI na gestão Bolsonaro.

Procurados, o GSI, a Secretaria de Comunicação e Mauro Cid não responderam. O espaço está aberto a manifestações.

O que isso significa?

Os e-mails enviados pelo Palácio do Planalto na gestão Lula ao tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro preso e alvo da CPMI do 8 de Janeiro, levantam uma série de questões.

Primeiro, é preciso perguntar por que o GSI estaria fornecendo detalhes sobre a segurança de Lula a um auxiliar de Bolsonaro. Isso sugere que o governo Bolsonaro pode estar interessado em monitorar ou mesmo prejudicar Lula.

Segundo, é preciso perguntar por que Cid não apagou as mensagens definitivamente. Isso sugere que ele pode estar tentando esconder algo.

Terceiro, é preciso perguntar por que o GSI, a Secretaria de Comunicação e Mauro Cid não responderam aos pedidos de esclarecimento da CPMI. Isso sugere que eles podem estar tentando encobrir alguma coisa.

Os e-mails enviados pelo Palácio do Planalto na gestão Lula ao tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro preso e alvo da CPMI do 8 de Janeiro, são um sério escândalo. Eles levantam uma série de questões que precisam ser respondidas.

Últimas notícias

Ciro Gomes compara Lula e Bolsonaro: “Não mudou nada”

Ex-presidenciável Ciro Gomes ressaltou que desistiu da vida pública e que não será mais candidato a cargos eletivos.

Trump deve enfrentar Biden na eleição

Após vencer as primárias de Missouri, Michigan e Idaho, Donald Trump aparece como principal nome do Republicanos para as eleições dos EUA

Caçada aos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró se intensifica

Mossoró: fugitivos invadem galpão, agridem homem e polícia monta cerco. Nas redondezas também há uma pista de pouso em bom estado de conservação, além de ruínas de uma antiga fazenda.

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

relacionados

Ciro Gomes compara Lula e Bolsonaro: “Não mudou nada”

Ex-presidenciável Ciro Gomes ressaltou que desistiu da vida pública e que não será mais candidato a cargos eletivos.

Trump deve enfrentar Biden na eleição

Após vencer as primárias de Missouri, Michigan e Idaho, Donald Trump aparece como principal nome do Republicanos para as eleições dos EUA

Caçada aos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró se intensifica

Mossoró: fugitivos invadem galpão, agridem homem e polícia monta cerco. Nas redondezas também há uma pista de pouso em bom estado de conservação, além de ruínas de uma antiga fazenda.