InícioParaíbaMoradores da capital temem projeto de Cícero Lucena

Moradores da capital temem projeto de Cícero Lucena

Publicado em

- Advertisement -

Movimento popular lança abaixo-assinado contra alargamento das praias de João Pessoa

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP), tornou público o estudo para o projeto de obras de alargamento da orla da capital paraibana, e desde então vem recebendo uma chuva de críticas.

De acordo com o gestor, os estudos técnicos já estariam em curso e a previsão é que as obras sejam iniciadas em dezembro deste ano. O projeto, que vem sendo prometido para breve, prevê a construção de uma pista viária que ligaria o Cabo Branco à Ponta do Seixas por baixo, contornando a Falésia do Cabo Branco, onde o mar bate diariamente. Ainda segundo o prefeito, essa pista será o ponto principal de toda a obra, que também prevê a estabilização e reconstrução da barreira.

Cícero Lucena ainda destacou que o projeto inclui a construção de uma terceira via na avenida paralela à praia em Manaíra, além do alargamento da calçadinha e a transferência da ciclovia para depois da calçada. Ele prometeu também a construção de uma marina em Tambaú, nas proximidades do Mercado de Peixe. Para a engorda da praia, serão utilizadas areias do fundo do mar, respeitando a mesma granometria que existe na orla.

O prefeito explicou que a etapa de engorda é apenas a primeira etapa de todo o processo e que deve começar em dezembro e durar 90 dias. Depois, seria iniciada a parte de urbanização. O projeto completo deve ficar pronto em junho. A obra avaliada em até R$ 200 milhões terá a parceria do governo do Estado da Paraíba, sendo que R$ 240 milhões sairiam do Estado e R$ 160 milhões da prefeitura.

No entanto, o movimento popular “Minha Jampa” lançou um abaixo-assinado contra o projeto de alargamento das praias de João Pessoa, que está em estudo pela Prefeitura desde o ano passado. O movimento afirma que se trata de “uma obra que degradará nosso meio ambiente, seja no extermínio da vida marinha do nosso litoral, seja possibilitando construções que prejudiquem a ventilação de uma cidade que já é muito quente”.

Vista aérea da Barreira do Cabo Branco

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.