InícioParaíbaMulher é presa suspeita de injúria racial em cinema de João Pessoa

Mulher é presa suspeita de injúria racial em cinema de João Pessoa

Publicado em

- Advertisement -

Após ser informada de que a entrada no cinema seria autorizada mediante apresentação do documento para meia entrada, a mulher proferiu injúrias raciais contra a atendente do estabelecimento.

De acordo com a informação veiculada pelo portal G1 Paraíba, uma mulher foi presa suspeita de injúria racial na noite desta quinta-feira (29) em um cinema no bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

De acordo com a Polícia Militar, a injúria foi praticada por uma consumidora do serviço. Segundo a vítima, a suspeita a chamou de “negra” e “gorda“.

Em nota, a Cinépolis informou que “reforça o seu compromisso com os seus funcionários, repudia qualquer situação de injúria em todas as suas variações e apoiará qualquer futura investigação que seja feita“.

Ainda conforme informações da Polícia Militar, a mulher estava acompanhada de seu filho quando ingressaram em uma sala de cinema. Ao ser solicitada, pela vítima, a apresentação do documento para benefício de meia entrada estudantil, a mulher informou tê-lo esquecido em seu veículo.

Após ser informada de que a entrada seria autorizada mediante apresentação do documento, a mulher proferiu injúrias raciais contra a atendente do estabelecimento.

A Polícia Militar foi acionada e a suspeito das ofensas foi conduzida à Central de Flagrantes e autuada por injúria racial.

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.