InícioBrasilNavios de guerra do Irã atracam no Rio de Janeiro com autorização...

Navios de guerra do Irã atracam no Rio de Janeiro com autorização do Itamaraty, mesmo após pressão dos EUA, e geram polêmica

Publicado em

- Advertisement -

Marinha afirma que o Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty) autorizou navios de guerra do Irã a atracarem no Brasil

Dois navios de guerra do Irã atracaram no porto do Rio de Janeiro, e a Marinha Brasileira afirmou em nota que a autorização para a visita foi concedida pelo Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty).

A resposta da Marinha foi dada após questionamentos sobre o motivo dos navios estarem em águas brasileiras. Segundo a nota, a Marinha não foi responsável pela iniciativa e apenas cumpriu o protocolo após a autorização do Itamaraty.

No entanto, no domingo, veículos de imprensa noticiaram que a Marinha teria ignorado um pedido dos Estados Unidos para que os navios de guerra iranianos não atracassem no Brasil. Washington, em meio à crescente tensão com Teerã, avaliou a situação como uma “provocação” do rival, e a repercussão foi negativa também entre ativistas de direitos humanos que monitoram o caos social no país do Oriente Médio após a morte de Mahasa Amini.

Fontes militares, no entanto, afirmam que a Marinha Brasileira apenas cumpriu o protocolo e que a concessão de autorização para navios estrangeiros é iniciada com uma solicitação da Embaixada do país ao Itamaraty, e somente após a autorização do ministério é que a Marinha concede a autorização solicitada.

O Ministério das Relações Exteriores, comandado pelo chanceler Mauro Vieira, nega que tenha havido mal-estar com os Estados Unidos e afirma que a relação entre Brasil e Irã é histórica, datando desde 1903, e que os EUA respeitam a soberania brasileira. No entanto, o MRE ainda não forneceu mais detalhes sobre a passagem dos navios em águas brasileiras.

A visita dos navios iranianos ao Brasil despertou o interesse da mídia e do público em geral, dada a tensão entre os Estados Unidos e o Irã. O episódio também levantou questões sobre a política externa brasileira e sua relação com países considerados inimigos pelos EUA, um dos principais aliados do Brasil.

Por conta da sensibilidade diplomática que envolveu a situação, acentuada pela visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Casa Branca, onde teve encontro no último dia 10 com Joe Biden, a atracação e desembarque dos navios chegou a ser adiada para o último domingo (26).

Últimas notícias

Ciro Gomes compara Lula e Bolsonaro: “Não mudou nada”

Ex-presidenciável Ciro Gomes ressaltou que desistiu da vida pública e que não será mais candidato a cargos eletivos.

Trump deve enfrentar Biden na eleição

Após vencer as primárias de Missouri, Michigan e Idaho, Donald Trump aparece como principal nome do Republicanos para as eleições dos EUA

Caçada aos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró se intensifica

Mossoró: fugitivos invadem galpão, agridem homem e polícia monta cerco. Nas redondezas também há uma pista de pouso em bom estado de conservação, além de ruínas de uma antiga fazenda.

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

relacionados

Ciro Gomes compara Lula e Bolsonaro: “Não mudou nada”

Ex-presidenciável Ciro Gomes ressaltou que desistiu da vida pública e que não será mais candidato a cargos eletivos.

Trump deve enfrentar Biden na eleição

Após vencer as primárias de Missouri, Michigan e Idaho, Donald Trump aparece como principal nome do Republicanos para as eleições dos EUA

Caçada aos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró se intensifica

Mossoró: fugitivos invadem galpão, agridem homem e polícia monta cerco. Nas redondezas também há uma pista de pouso em bom estado de conservação, além de ruínas de uma antiga fazenda.