InícioBrasilO "preço" de ser mulher: A realidade da "taxa rosa"

O “preço” de ser mulher: A realidade da “taxa rosa”

Publicado em

- Advertisement -

Você sabia que existe um “imposto rosa”? Esse termo é usado para se referir ao fato de que produtos considerados femininos são mais caros que os masculinos, além de terem uma carga tributária mais elevada.

Isso acontece desde a infância, quando as roupas e brinquedos para meninas são mais caros que os dos meninos. E essa diferença de preço só aumenta à medida que as mulheres crescem e têm mais necessidades. Em média, a carga tributária dos produtos femininos é 40% maior que a dos produtos masculinos.

De acordo com uma pesquisa realizada em 2017 pelo MPCC-ESPM (Mestrado Profissional em Comportamento do Consumidor) em parceria com o InSearch, as mulheres pagam em média 12,3% a mais pelos mesmos produtos no Brasil. Esse fenômeno econômico é conhecido como “pink tax” ou imposto rosa.

As empresas costumam justificar essa diferença de preço pela ideia de que estão incluindo as mulheres, oferecendo produtos diferenciados. Mas será que o esforço para produzir um produto cor-de-rosa ou lilás é realmente maior do que para produzir um produto azul?

Segundo a tributarista e professora da FGV (Fundação Getulio Vargas), Tathiane Piscitelli, “cobra-se mais por bens e serviços cujo público principal são as mulheres, mas não porque são produtos e serviços que apenas elas consomem: o maior preço decorre da apresentação na versão feminina de muitos bens e serviços que existem similares ‘masculinos’”. Ou seja, ao consumirem produtos e serviços destinados às mulheres, elas acabam dispondo de uma parcela maior de sua renda e sofrendo maior incidência tributária sobre o consumo.

A situação pode ser ainda mais delicada quando somada à diferença salarial entre gêneros. Dados do IBGE de 2019 mostram que as mulheres ganham 77,7% do salário dos homens. “Levando-se esse dado em conta e o fato de que, no geral, as mulheres pagam mais por bens e serviços a ela direcionados, seria possível afirmar que o impacto econômico dessa cobrança majorada é ainda maior, pois tende a aumentar a diferença relativa à disponibilidade financeira entre homens e mulheres”, avalia Tathiane.

Últimas notícias

Ciro Gomes compara Lula e Bolsonaro: “Não mudou nada”

Ex-presidenciável Ciro Gomes ressaltou que desistiu da vida pública e que não será mais candidato a cargos eletivos.

Trump deve enfrentar Biden na eleição

Após vencer as primárias de Missouri, Michigan e Idaho, Donald Trump aparece como principal nome do Republicanos para as eleições dos EUA

Caçada aos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró se intensifica

Mossoró: fugitivos invadem galpão, agridem homem e polícia monta cerco. Nas redondezas também há uma pista de pouso em bom estado de conservação, além de ruínas de uma antiga fazenda.

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

relacionados

Ciro Gomes compara Lula e Bolsonaro: “Não mudou nada”

Ex-presidenciável Ciro Gomes ressaltou que desistiu da vida pública e que não será mais candidato a cargos eletivos.

Trump deve enfrentar Biden na eleição

Após vencer as primárias de Missouri, Michigan e Idaho, Donald Trump aparece como principal nome do Republicanos para as eleições dos EUA

Caçada aos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró se intensifica

Mossoró: fugitivos invadem galpão, agridem homem e polícia monta cerco. Nas redondezas também há uma pista de pouso em bom estado de conservação, além de ruínas de uma antiga fazenda.