InícioDestaquePacientes com sequelas Neurológicas recebem tratamento com Tóxina Botulínica na Paraíba pelo...

Pacientes com sequelas Neurológicas recebem tratamento com Tóxina Botulínica na Paraíba pelo SUS

Publicado em

- Advertisement -

Hospital de Clínicas inicia tratamento com toxina botulínica para reabilitação de pacientes com sequelas neurológicas com ótimos resultados

O Hospital de Clínicas de Campina Grande iniciou um tratamento inovador no Sistema Único de Saúde (SUS) da Paraíba, através do uso da toxina botulínica, popularmente conhecida como Botox. A substância, que geralmente é associada a procedimentos estéticos, tem sido usada na unidade para reabilitação de pacientes com sequelas neurológicas.

Dentre outras aplicações, a toxina botulínica é destinada ao tratamento da espasticidade (rigidez muscular excessiva) em pacientes que sofreram Acidente Vascular Cerebral (AVC), traumatismos cranianos, paralisia cerebral, esclerose múltipla, e ainda para distúrbios de movimento, como distonias, espasmo hemifacial e na sialorreia (salivação excessiva).

De acordo com o neurologista Brunno de Farias, o tratamento consiste na aplicação da substância no músculo ou glândula afetada e já se pode observar resposta terapêutica nos primeiros dias após a injeção. “A toxina botulínica bloqueia a junção neuromuscular e impede a contração muscular excessiva, proporcionando um relaxamento de músculos rígidos, diminuindo contrações musculares involuntárias”, explica.

No HC, os pacientes são acompanhados por uma equipe multidisciplinar e, a depender da necessidade, submetidos a novas aplicações em três ou quatro meses. Os atendimentos ocorrem todas as sextas-feiras no turno da tarde. Para ter acesso ao tratamento, o usuário precisa ser encaminhado através da Secretaria de Saúde de seu município, onde terá o cadastro realizado junto à Central de Regulação Estadual.

“O Hospital de Clínicas teve a iniciativa da criação desse ambulatório de neurologia, com a aplicação da toxina botulínica, após a identificação, por parte da nossa equipe, tanto no ambulatório de fisioterapia quanto no ambulatório do pé torto congênito, de pacientes que poderiam se beneficiar com a aplicação dessa toxina. Então, o HC passou a oferecer a aplicação onde o paciente passa pela consulta com neurologista, tem a indicação, sai com um laudo solicitando a toxina botulínica, procura o Cedmex para aquisição dessa toxina, e após isso, ele retorna para a realização da aplicação e acompanhamento junto com a equipe multidisciplinar, objetivando uma melhor qualidade de vida desse paciente”, detalha o diretor-geral do hospital, Thyago Morais.

Com essa iniciativa, o HC está contribuindo para melhorar a qualidade de vida dos pacientes com sequelas neurológicas, oferecendo um tratamento que antes não era disponibilizado pelo SUS na Paraíba.

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.