InícioMundoPlanos uso de B0mb4 Nucl34r de Israel vazados

Planos uso de B0mb4 Nucl34r de Israel vazados

Publicado em

- Advertisement -

Netanyahu suspende ministro que sugeriu lançar b0mb4 nucl34r em Gaza

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, suspendeu o membro do governo que sugeriu, neste domingo, 5, que lançar uma b0mb4 nucl34r em Gaza seria “uma opção” no enfrentamento aos terroristas do Hamas.

A reação rápida do governo diante das críticas ao ministro do patrimônio Amichay Eliyahu parece refletir a preocupação com a pressão crescente sobre Israel contra a escalada da violência no enclave.

O que, entretanto, ficou mal explicado é o fato desta “solução” ter sido cogitada como um plano efetivo do país, tendo em vista que a opinião veio de nada mais, nada menos que um ministro de governo.

Amichay Eliyahu, do partido ultranacionalista Poder Judaico, disse em entrevista de rádio que não estava totalmente satisfeito com a resposta israelense ao ataque terrorista do Hamas que desencadeou a guerra. O jornalista questionou se a solução seria “uma espécie de bomba nuclear” em toda a Faixa de Gaza para “matar todo mundo“, ao ministro respondeu: “é uma opção“.

O entrevistador então apontou que isso implicaria um alto preço para Israel e Eliyahu deu a entender que estava disposto a colocar em risco a vida dos mais de 240 reféns mantidos pelo Hamas no território. “Em uma guerra, um preço tem de ser pago. Porque é que as vidas dos reféns (…) são mais importantes do que as dos nossos soldados?“, disse ele.

Netanyahu reagiu rapidamente: disse que as suas tropas atuam “de acordo com os mais elevados padrões do direito internacional, para evitar danos aos não-combatentes” e que as falas do ministro são “desconectadas da realidade“. Eliyahu está suspenso das reuniões do governo “até segunda ordem“.

Depois do escândalo, o ministro disse em publicação no X (antigo Twitter) que a fala sobre bomba atômica foi “metafórica” e que o Estado de Israel está empenhado a resgatar os reféns “sãos e salvos“, mas insistiu que é preciso dar uma “resposta poderosa ao terr0r1sm0”.

Além da cobrança dos familiares dos reféns, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu enfrenta uma onda de protestos dentro e fora do país no momento em que o conflito na Faixa de Gaza se intensifica.

A resposta ao ataque terrorista de 7 de outubro já deixou mais de 9.700 mortos do lado palestino, incluindo 4.800 crianças, segundo o Ministério da Saúde local, controlado pelo Hamas, números ainda não verificados de forma independente. Do lado israelense, 1.400 pessoas foram mortas por terroristas do Hamas e cerca de 240 continuam reféns.

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.