InícioParaíbaR$ 116 milhões em bens do padre Egídio bloqueados

R$ 116 milhões em bens do padre Egídio bloqueados

Publicado em

- Advertisement -

Justiça realiza bloqueio de bens do acusado de desvios no Hospital Padre Zé. Informação foi dada no programa Arapuan Verdade

O magistrado José Guedes Cavalcanti, da Quarta Vara Criminal de João Pessoa, acaba de determinar o bloqueio de R$ 116 milhões em bens do Padre Egídio de Carvalho, mais conhecido como Padre Zé. A informação, divulgada pelo jornalista Clilson Júnior no programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM, revela mais um capítulo no caso que envolve o religioso.

Desde o dia 17 de novembro, Padre Egídio de Carvalho encontra-se detido no Presídio Especial de João Pessoa, no âmbito da Operação Indignus, conduzida pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB). Além dele, Jannyne Dantas permanece no presídio Júlia Maranhão, e Amanda Duarte está em prisão domiciliar por conta da amamentação de uma bebê de quatro meses.

O imbróglio no Hospital Padre Zé teve início com o desaparecimento de celulares e equipamentos eletrônicos doados pela Receita Federal, destinados a leilões para beneficiar a instituição. Posteriormente, denúncias de desvio de recursos emergiram, culminando na Operação Indignus.

Durante a investigação, o padre Egídio foi afastado da direção do hospital pela Arquidiocese da Paraíba. O escândalo revelou um esquema em que o religioso contraiu empréstimos de R$ 13 milhões em nome da instituição, valores que nunca foram destinados ao hospital.

Os mandados da Operação Indignus atingiram dez propriedades supostamente ligadas ao padre, incluindo uma granja em Conde e apartamentos luxuosos em João Pessoa. Itens de luxo e extravagância foram encontrados nos locais, com móveis rústicos avaliados em R$ 3 milhões e até 30 cães da raça Lulu da Pomerânia, cada um podendo atingir o valor de R$ 10 mil.

Após a prisão de Padre Egídio, Amanda Duarte e Jannyne Dantas, os advogados do religioso tentaram a liberdade por meio de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas a solicitação foi negada pelo ministro Teodoro da Silva Santos. O desenrolar desse caso continua a surpreender e levanta questões sobre as práticas e responsabilidades envolvendo a gestão do Hospital Padre Zé. Acompanhe para mais atualizações.

Últimas notícias

Ciro Gomes compara Lula e Bolsonaro: “Não mudou nada”

Ex-presidenciável Ciro Gomes ressaltou que desistiu da vida pública e que não será mais candidato a cargos eletivos.

Trump deve enfrentar Biden na eleição

Após vencer as primárias de Missouri, Michigan e Idaho, Donald Trump aparece como principal nome do Republicanos para as eleições dos EUA

Caçada aos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró se intensifica

Mossoró: fugitivos invadem galpão, agridem homem e polícia monta cerco. Nas redondezas também há uma pista de pouso em bom estado de conservação, além de ruínas de uma antiga fazenda.

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

relacionados

Ciro Gomes compara Lula e Bolsonaro: “Não mudou nada”

Ex-presidenciável Ciro Gomes ressaltou que desistiu da vida pública e que não será mais candidato a cargos eletivos.

Trump deve enfrentar Biden na eleição

Após vencer as primárias de Missouri, Michigan e Idaho, Donald Trump aparece como principal nome do Republicanos para as eleições dos EUA

Caçada aos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró se intensifica

Mossoró: fugitivos invadem galpão, agridem homem e polícia monta cerco. Nas redondezas também há uma pista de pouso em bom estado de conservação, além de ruínas de uma antiga fazenda.