InícioBrasilSem defesa: venda ilícita de joias envolve militares e advogado de Bolsonaro...

Sem defesa: venda ilícita de joias envolve militares e advogado de Bolsonaro em esquema

Publicado em

- Advertisement -

Lucas 12:2: Batismo de operação da PF contra venda de joias remete a lema bíblico de Jair Bolsonaro. Esquema envolve o advogado de Jair Bolsonaro e militares

A Polícia Federal (PF) deu início nesta sexta-feira (11/8) à Operação Lucas 12:2, que investiga um esquema de venda de bens entregues por autoridades estrangeiras ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

A investigação partiu de informações colhidas pela PF no âmbito do Inquérito 4.874, que investiga a existência de milícia digital contra o Estado Democrático de Direito.

De acordo com a PF, há indícios de que Bolsonaro, seus ajudantes de ordens, Mauro Cid e Osmar Crivelatti, e seus assessores Marcelo Câmara e Marcelo da Silva Vieira, desviaram presentes de alto valor recebidos de autoridades estrangeiras para posterior venda e enriquecimento ilícito do ex-presidente.

A PF também investiga a possibilidade de que os presentes tenham sido usados para pressionar autoridades estrangeiras a favor de interesses do governo Bolsonaro.

O material apreendido durante a operação será analisado pela PF para que sejam confirmadas ou descartadas as suspeitas de desvio de bens e enriquecimento ilícito.

O caso é um escândalo sem precedentes na história da República brasileira. Ele envolve o ex-presidente do Brasil, seus auxiliares de confiança e seus assessores. O esquema envolve a venda de bens entregues por autoridades estrangeiras ao ex-presidente, que são de propriedade do Estado brasileiro.

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.