InícioParaíbaTCE-PB inicia auditoria sobre situação da atenção básica

TCE-PB inicia auditoria sobre situação da atenção básica

Publicado em

- Advertisement -

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) iniciou nesta terça-feira (8) uma auditoria sobre a situação da atenção básica em saúde em 150 dos 223 municípios do estado, para saber onde os serviços estão funcionando e onde precisa de melhorias. O trabalho é realizado de forma simultânea por 97 fiscais e auditores, que atualizam os dados em tempo real no sistema do TCE-PB. O objetivo é que todos os dados sejam enviados até o fim do dia e que no máximo na sexta-feira (11) um relatório final seja publicado.

Vão ser verificados itens como funcionamento da unidade, condições de acessibilidade, qualidade da sala de espera, limpeza e acessibilidade dos banheiros, climatização de consultórios médicos, respeito à jornada de trabalho, entre outros. Ao todo, são 14 pontos observados em 189 Unidades Básicas de Saúde (UBS).

“Fomos a campo para fazer uma verificação de como está o estado de funcionamento dessas unidades básicas de saúde. São a porta de entrada do SUS e é importante que elas estejam funcionando”, declara Fernando Cartão, presidente do Tribunal.

De acordo com Catão, são três as ações que serão realizadas após o fim dos trabalhos. Inicialmente, enviar o relatório para cada um dos prefeitos e cobrar as melhorias necessárias dos itens deficitários. Depois, enviar as informações para órgãos como a Secretaria de Estado da Saúde e Ministério Público da Paraíba, para as ações que acharem pertinentes. Por último, tornar o relatório acessível para a consulta de toda a população.

“O objetivo é que o cidadão tome conhecimento desse relatório e em seu próprio município possa cobrar, fiscalizar. Vai ser um documento público”, explica.

Ele falou ainda das eventuais disparidades que deverão ser constatadas. “Vamos encontrar municípios muito bem e outros muito mal”, resume. O TCE-PB informou, por fim, que entre janeiro e outubro já foram investidos R$ 703 milhões apenas no funcionamento das unidades básicas de saúde. E faz parte da auditoria saber se os valores estão sendo bem empregados. Assim, foram selecionados os municípios que já apontavam problemas de incompatibilidade na aplicação de recursos

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.