InícioBrasilTebet aceita Ministério do Planejamento

Tebet aceita Ministério do Planejamento

Publicado em

- Advertisement -

Pasta do Ministério do Planejamento, sem os bancos públicos, ficará com a Senadora do MDB

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) aceitou ser ministra do Planejamento do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Candidata à Presidência pelo MDB, Simone Tebet foi importante aliada de Lula no segundo turno da eleição presidencial, sendo um importante fator de solidez na campanha, agregando votos da chamada “terceira via”, papel este recusado por nomes tradicionais como Ciro Gomes.

Na equipe do governo de transição, Tebet coordenou o grupo de trabalho do Desenvolvimento Social. A área abarca temas como o combate à fome e à pobreza e terá no seu novo guarda-chuva de atribuições o Auxílio Brasil, que voltará a se chamar Bolsa Família em 2023.

O acordo foi finalmente firmado após intensas negociações. Inicialmente Tebet pleiteou o comando do Ministério do Desenvolvimento, que, contudo, foi para Wellington Dias (PT), em razão do temor interno do PT que, ao assumir o protagonismo de programas sociais como Bolsa Família (atualmente chamado de Auxílio Brasil), ela ganhe fôlego para concorrer novamente à Presidência da República em 2028, com ou sem o apoio do Partido dos Trabalhadores.

A ideia inicial para a pasta, agora aceita por Tebet, seria que o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal ficassem sob a gerência do Ministério do Planejamento, entretanto chegou-se ao consenso de que permanecerão sob o guarda-chuva do Ministério da Fazenda, que será chefiado por Fernando Haddad.

Entretanto, pode-se considerar que Tebet terá ainda grande poder de influência no comando do Planejamento, uma vez que ficou igualmente acertada a transferência do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI).

Além da Senadora, o MDB pleiteia mais dois ministérios, Cidades e Transportes, que contemplariam, respectivamente, as bancadas do partido na Câmara e no Senado.

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.