InícioBrasilToffoli 'enterra' a Lava Jato e chama prisão de Lula de 'erro...

Toffoli ‘enterra’ a Lava Jato e chama prisão de Lula de ‘erro histórico’

Publicado em

- Advertisement -

Ministro Dias Toffoli, do STF, anulou provas das delações da Odebrecht no caso da Lava Jato e chamou prisão de Lula de “erro histórico”

Em decisão esperada, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli anulou, nesta quarta-feira (6/9), todas as provas das delações da Odebrecht no caso da Lava Jato. Ele também considerou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) um “erro histórico”.

A decisão é um duro golpe para a Lava Jato, que já vinha sendo questionada por seu método de trabalho e por supostas irregularidades. Com a anulação das delações, a operação perde sua principal fonte de provas, o que torna muito mais difícil comprovar as acusações contra os réus.

Toffoli decidiu anular as delações da Odebrecht por entender que elas foram obtidas de forma ilegal. O ministro apontou que a empresa foi forçada a colaborar com as investigações sob a ameaça de ser processada pelos Estados Unidos. Além disso, ele também considerou que as delações foram marcadas por irregularidades, como o uso de delatores foragidos e a manipulação de provas.

A anulação das delações é uma vitória para Lula, que sempre negou as acusações contra ele. O ex-presidente foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. No entanto, ele foi libertado em novembro de 2019, após o STF anular a condenação.

Em sua decisão, Toffoli também chamou a prisão de Lula de “erro histórico”. O ministro afirmou que o ex-presidente foi preso por “uma armação fruto de um projeto de poder de determinados agentes públicos”.

A decisão de Toffoli é um terremoto no cenário político brasileiro. Ela pode levar a uma revisão das condenações proferidas pela Lava Jato e a um novo julgamento de Lula. Além disso, também pode abrir caminho para a responsabilização de agentes públicos envolvidos nas irregularidades da operação.

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.