InícioParaíbaUFPB vai ofertar 7.825 vagas em 124 cursos de graduação no Sisu...

UFPB vai ofertar 7.825 vagas em 124 cursos de graduação no Sisu 2023

Publicado em

- Advertisement -

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) vai ofertar 7.825 vagas distribuídas entre 124 cursos de graduação presencial na seleção 2023 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A informação foi publicada nesta sexta-feira (4) pela Pró-Reitoria de Graduação (PRG) no Termo de Adesão ao Sisu 2023.

Os cursos serão oferecidos nos quatro campi da instituição, localizados nas cidades de João Pessoa e Santa Rita (Campus I), Areia (Campus II), Bananeiras (Campus III) e Rio Tinto e Mamanguape (Campus IV).

As vagas são divididas entre ampla concorrência e cotas, e levam em consideração as políticas de ações afirmativas adotadas pela universidade. Do total de vagas, 3.907 serão oferecidas na ampla concorrência, e 3.918 vagas estão reservadas conforme a Lei de Cotas (Lei nº 12.711/2012).

Os cursos com maior número de vagas, considerando todos os campi da instituição, são Pedagogia (440 vagas), Direito (400 vagas), Administração (340 vagas) e Ciências Contábeis (300 vagas).

A UFPB oferece, ainda, a bonificação de inclusão estadual para os candidatos que residam e comprovem a residência no estado da Paraíba, e que tenham estudado integralmente o Ensino Médio em escolas regulares, públicas ou privadas, tenham obtido o certificado de Ensino Médio pela Educação de Jovens e Adultos (EJA), ou pelo Exame Nacional para Certificação de Competências para Jovens e Adultos (Encceja) na Paraíba.

É preciso destacar, no entanto, que o candidato que optar pela bonificação estadual não tem direito a concorrer às vagas reservadas às cotas.

No Termo de Adesão, constam além do número de vagas por curso, dados sobre a descrição geral, e o percentual reservado a cada grupo e subgrupo das cotas. Também é possível verificar a documentação necessária, de acordo com o grupo de concorrência escolhido pelo candidato, que deverá ser apresentada digitalmente no momento da inscrição no Sisu.

Poderão se inscrever no Sisu 2023 candidatos que participarem do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos dias 13 e 20 de novembro de 2022, e não declararam estar na condição de treineiro ao se inscrever no Enem.

O período de inscrições para o processo de seleção do Sisu 2023 e o cronograma da seleção serão posteriormente divulgados pelo Ministério da Educação (MEC). De acordo com o Termo de Adesão os cursos da UFPB exigirão nota mínima de 400 pontos na redação, e média mínima de 400 pontos considerando todas as provas do Enem.

A UFPB adere ao Sisu semestralmente para admissão dos alunos para ingresso na graduação em cursos regulares. Os alunos que obtiverem êxito no Sisu 2023 iniciarão suas atividades na UFPB no semestre letivo 2023.1

Últimas notícias

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.

Janones será investigado por suposta “rachadinha”em gabinete

Parlamentar nega que cobrou de membros de assessoria devolução de parte do salário; representação foi apresentada pelo deputado cassado Deltan Dallagnol

relacionados

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

Nilvan reage: “A melanina da minha pele não é motivo para ninguém me desqualificar”

"Isso é um crime muito grave e não pode passar despercebido, senão vira moda. E a gente tem que cortar o mal pela raiz, para que outras pessoas que queiram fazer isso comigo ou com qualquer outra pessoa negra, elas tenham medo de ser preconceituosos, ser racista, antes de cometer qualquer fato em relação ao que cometeram comigo hoje."

Azevêdo anuncia reajuste de servidores, incorpora mais 20% na Segurança e piso de professores

Reajuste também contempla inativos e pensionistas, além de professores e forças de segurança.