InícioBrasilDeputada propõe que ministros do STF recebam salário de professor

Deputada propõe que ministros do STF recebam salário de professor

Publicado em

- Advertisement -

Protesto ou medida educativa? Duda Salabert (PDT) propôs Projeto de Lei para chamar atenção para disparidade salarial entre professores e ministros

A disparidade salarial dentro do serviço público não é uma novidade, mas tem sido alvo de protestos mais acirrados por parte da bancada progressitas, a exemplo da deputada Duda Salabert (PDT), que apresentou um projeto de lei que estabelece paridade salarial entre os salários do presidente, vice-presidente, ministros, deputados, senadores e membros do STF e do STJ e professores.

O projeto prevê que esta paridade deverá ocorrer durante três meses do ano, nos quais devem ter o mesmo valor do piso salarial dos professores da educação básica.

Os ministros do Supremo contam com um salário de R$ 41.650 atualmente. Já o do presidente e de parlamentares é de R$ 39.293. A comparação com o piso do magistério é brutal, sendo o valor de de R$ 4.420.

Vale salientar que o Brasil tem ao todo, 2,2 milhões de pessoas que exercem a profissão de professor na educação básica e 323.376, no ensino superior.

De acordo com a parlamentar mineira, a medida visa chamar a atenção para a disparidade salarial entre professores e autoridades dos três Poderes.

Devemos buscar formas de incentivar um maior investimento público na área da educação, destinando recursos adequados para a melhoria das infraestruturas das escolas, a formação continuada de professores e a disponibilização de materiais didáticos de qualidade”, afirma Duda na proposta.

Vale lembrar, no entanto, que há uma regra na Constituição que diz que apenas o Judiciário pode propor regras sobre o seu próprio funcionamento, no artigo 93 inciso V. Ou seja, não há chance de a proposta avançar.

Últimas notícias

Trump atingido em atentado em comício

Atentado na Pensilvânia: o ex-presidente americano, Donald Trump, foi alvo de disparos em um comício na Pensilvânia, nos Estados Unidos neste sábado (13). Trump foi atingido na orelha no atentado. O serviço secreto dos Estados Unidos retirou o ex-presidente do palco em um evento de campanha após tiros serem disparados no local.

Investigação da ‘Abin paralela’ revela áudio de reunião secreta de Bolsonaro

A operação localizou gravação de reunião ocorrida em 2020, com a participação do general Heleno, em que teria sido discutida estratégia para anular investigação que colocou filho do ex-presidente sob suspeita e até a ‘retirada de alguns auditores de seus respectivos cargos.

O que realmente muda com a Reforma tributária?

Quais os reais Impactos e Novidades na Economia Brasileira Após a Regulamentação da Reforma Tributária pela Câmara? Conheça os Próximos Passos e Expectativas

Fake News sobre PRF espalha o terror em Soledade

Nos últimos dias, a pacata cidade do interior da Paraíba tem sido alvo de...

relacionados

Trump atingido em atentado em comício

Atentado na Pensilvânia: o ex-presidente americano, Donald Trump, foi alvo de disparos em um comício na Pensilvânia, nos Estados Unidos neste sábado (13). Trump foi atingido na orelha no atentado. O serviço secreto dos Estados Unidos retirou o ex-presidente do palco em um evento de campanha após tiros serem disparados no local.

Investigação da ‘Abin paralela’ revela áudio de reunião secreta de Bolsonaro

A operação localizou gravação de reunião ocorrida em 2020, com a participação do general Heleno, em que teria sido discutida estratégia para anular investigação que colocou filho do ex-presidente sob suspeita e até a ‘retirada de alguns auditores de seus respectivos cargos.

O que realmente muda com a Reforma tributária?

Quais os reais Impactos e Novidades na Economia Brasileira Após a Regulamentação da Reforma Tributária pela Câmara? Conheça os Próximos Passos e Expectativas