InícioBrasilUrgente: Áudio do Coronel Elcio Franco em trama golpista

Urgente: Áudio do Coronel Elcio Franco em trama golpista

Publicado em

- Advertisement -

Áudios divulgados pela CNN colocam o coronel do Exército, funcionário de confiança do governo Bolsonaro, no centro da conspiração para o Golpe com envolvimento do Exército

Segundo as mensagens que acabaram de ser divulgadas pela CNN, é inequívoca a participação da cúpula do governo em atos preparatórios para um golpe antidemocrático.

Nestas mensagens o coronel do Exército, e funcionário de confiança do governo Bolsonaro, ex-número dois do Ministério da Saúde e assessor da Casa Civil, Elcio Franco  não só sabia, como deu sugestões de como mobilizar 1,5 mil homens para uma intentona golpista.

Em um dos áudios, Élcio conversa com o ex-major, Ailton Barros, que está preso pelo caso dos cartões de vacina falsificados.

Fica claro que o temor do então comandante do Exército era de ser responsabilizado por uma eventual tentativa de golpe, mas que interlocuções já haviam sido feitas com o mesmo.

Não fosse grave o suficiente nos diálogos, fica evidente que Ailton e seu grupo sugeriram suplantar a autoridade do então comandante Freire Gomes, usando o Batalhão de Operações Especiais do Exército.

A documentação faz parte do inquérito que embasa a prisão do ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, Mauro Cid. Também embasa a prisão de Ailton Barros, ex-major que circulava pela cúpula do Palácio do Planalto.

Ailton e o coronel Elcio vinham falando sobre golpe de Estado e sobre a resistência do comandante do Exército da ocasião, Freire Gomes, de aderir ao plano golpista.

Em um trecho, o coronel Elcio fala com Ailton:

Olha, eu entendo o seguinte: é Virgílio. Essa enrolação vai continuar acontecendo” –

Vale esclarecer que Virgílio era um comandante de um batalhão importante do Exército. Ele então começa a elucubrar sobre o que o comandante do Exército poderia dizer para se defender.

O Freire não vai. Você não vai esperar dele que ele tome à frente nesse assunto, mas ele não pode impedir de receber a ordem. Ele vai dizer, morrer de pé junto, porque ele tá mostrando. Ele tá com medo das consequências, pô. Medo das consequências é o quê? Ele ter insuflado? Qual foi a sua assessoria? Ele tá indo pra pior hipótese. E qual, qual é a pior hipótese?”.

Elcio diz: “Ah, deu tudo errado, o presidente foi preso e ele tá sendo chamado a responder. Eu falei, ó, eu, durante o tempo todo [ininteligível] contra o presidente, pô, falei que não, não deveria fazer, que não deveria fazer, que não deveria fazer e pronto. Vai pro Tribunal de Nurenberg desse jeito. Depois que ele me deu a ordem por escrito, eu, comandante da Força, tive que cumprir. Essa é a defesa dele, entendeu? Então, sinceramente, é dessa forma que tem que ser visto”.

Em outro trecho, Ailton Barros diz a Franco: “[É preciso convencer] o general Pimentel. Esse alto comando de m… que não quer fazer as p…, é preciso convencer o comandante da Brigada de Operações Especiais de Goiânia a prender o Alexandre de Moraes. Vamos organizar, desenvolver, instruir e equipar 1.500 homens”.

Sendo assim, é necessário compreender que o núcleo mais próximo do ex-presidente, desde seu assessor de ordens a setores próximos do exército todos estavam tendo discussões sobre um possível golpe.

Anderson Torres, que está preso por envolvimento nos atos antidemocráticos de 8 de janeiro, tinha em sua posse uma minuta que previa um estado de exceção e usar os militares para tomar uma corte superior, anular a eleição que ele perdeu e, por que não dizer, a sua perpetuação no poder.

Últimas notícias

Ciro Gomes compara Lula e Bolsonaro: “Não mudou nada”

Ex-presidenciável Ciro Gomes ressaltou que desistiu da vida pública e que não será mais candidato a cargos eletivos.

Trump deve enfrentar Biden na eleição

Após vencer as primárias de Missouri, Michigan e Idaho, Donald Trump aparece como principal nome do Republicanos para as eleições dos EUA

Caçada aos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró se intensifica

Mossoró: fugitivos invadem galpão, agridem homem e polícia monta cerco. Nas redondezas também há uma pista de pouso em bom estado de conservação, além de ruínas de uma antiga fazenda.

PF INVESTIGA ESQUEMA DE FALSOS MÉDICOS NA PB

Após denúncia em Cabedelo, PF recebe do CRM dossiê sobre esquema de falsos médicos na PB

relacionados

Ciro Gomes compara Lula e Bolsonaro: “Não mudou nada”

Ex-presidenciável Ciro Gomes ressaltou que desistiu da vida pública e que não será mais candidato a cargos eletivos.

Trump deve enfrentar Biden na eleição

Após vencer as primárias de Missouri, Michigan e Idaho, Donald Trump aparece como principal nome do Republicanos para as eleições dos EUA

Caçada aos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró se intensifica

Mossoró: fugitivos invadem galpão, agridem homem e polícia monta cerco. Nas redondezas também há uma pista de pouso em bom estado de conservação, além de ruínas de uma antiga fazenda.